OQUE ROLOU EM 2012!

Opa, Eu sou o Becker e gosto de… 2012!  Afinal o mundo não acabou… Mas a verdade é que aconteceu um monte de coisa maneira, e joguei muita coisa maneira, querem conferir? Só lembrem que estarei abordando os jogos com uma visão meio retro, que afinal é o que eu gosto, né? Sem muito mais enrolação, vamos lá!

 Image

MEGAMAN!

 Vamos Começar pelo óbvio! Megaman dispensa explicações, assim como o fato de eu gostar do personagem. Acontece que lá quando foi lançado o megaman 10 teve a opção de comprar o Bass como personagem jogável. Comprei e nunca joguei! Por alguma razão percebi isso e fui corrigir o erro. Aí lembrei que de como o jogo é irritante, e o novo personagem não ameniza as coisas.

Não entendam mal, não estou destruindo o jogo. Nem de longe ele é um dos melhores, mas também não é um dos piores. Tem muita coisa que me irrita, mas tem muita coisa boa também! Não é um megaman 3 mas foi divertido.

Image

SONIC!

Figurinha óbvia também! Eu jogo quase tudo que é jogo do ouriço que sai, até mesmo os ruins com ação 3d cheia de bugs. E acho que nem teve muita bomba do herói este ano- só saiu jogo 2d…  Me diverti pra caramba como Sonic 4 Episode 2, que não teve nada de muito inovador e se agarra ao básico que conhecemos desde o megadrive, e ainda pude conhecer o lendário Sonic CD de que tanto ouvi falar – mas que nem achei tão grande coisa, foi mal aí.

E ainda fui boa gente e dei mais uma chance pro Sonic Unleashed, que gosto muito apesar de todo mundo falar mal, pena que é difícil fazer 100% do jogo, fui até um pedaço e desisti. Quem sabe outra vez, amigão?

Image

KIRBY!

Kirby rules! E tenho um monte de jogos da bolinha rosa, apesar de ter tantos que muitos ainda nem joguei. Um exemplo é o Kirby’s Adventure, que fiquei enrolando pra jogar até que apareceu no Nintendo 3DS. Em 3d! E eu gosto de 3D! Pessoalmente adorei, recomendo sem pensar duas vezes. Uma bola rosa e fofa correndo por aí feliz engolindo inimigos fofos e feliz com musicas felizes. Pra quê mais?

E como era aniversário do personagem lançaram no Nintendo Wii uma coletânea maneira que tive que comprar, pra ficar que nem troféu na estante de jogos.

Image

YOSHI´S ISLAND!

Existe, e sei que existe porque esses dias ouvi falarem disso, um certo preconceito com o pobre Yoshi’s Island. Acontece que na versão ocidental do jogo colocaram no título o nome de Super Mario World 2, e isso é a maior mentira, no japonês não tem disso, afinal o jogo é bem diferente de um Super Mario normal. Caso alguém não saiba aqui o herói tem que jogar ovos e engolir inimigos cuidando do Baby Mario que sai voando numa bolha e faz a maior choradeira quando o herói é “ferido” e a gente é obrigado a correr atrás dele ou é game over.

Só que eu adoro esse jogo! Assim que ouvi falarem mal dele tive que pegar meu gameboy advance e fui me divertir junto com o dinossaurinho!

Com o neném Mario chorando nem tanto.

 Image

RAYMAN ORIGINS!

Desde o ano passado fiquei enrolando, deixando pra depois a hora de comprar o jogo novo do Rayman. E, nossa, não sei se devia ter esperado tanto! O jogo é fabuloso, ação 2d de plataforma em sua melhor forma! Pula do buraco e desvia do inimigo, só isso… Oque não significa que seja fácil, suei um monte pra chegar ao chefe secreto e ainda ficou um monte de coisa faltando pra fazer, um monte de coisa que está meio acima das minhas capacidades – não me dou bem em fases com tempo contado, de forma que os time trials me destroem.

Image

PROFESSOR LAYTON!

Na verdade, o jogo eu comprei ano passado. Testei, funcionou, e deixei pra jogar depois. Meses depois, no fim das contas! Neste caso era o Professor Layton and The Last Specter.

Nada de muito inovador, praticamente mais do mesmo dos jogos anteriores: Um montão de puzzles e um mistério bacana com personagens maneiros com uns filminhos excelentes. Eu simplesmente amo as animações deste jogo, num estilo europeu – num mundo onde a animação japonesa anda supervalorizada acho simplesmente lindo ver um jogo japonês utilizando estilo de animação europeia.

 Image

DEAD OR ALIVE!

Passei o ano torcendo o nariz pro novo (jogo de luta) Dead or Alive. Prometiam um jogo mais sério, com um design de personagens mais realista e essas coisas chatas. Sempre achei que o DOA 2 do Dreamcast era o melhor, onde os personagens pareciam mais caricatos e tal. E então finalmente o Dead or Alive 5 foi lançado… E era o máximo! Quero dizer, apesar de tantas promessas, de imagens feiosas que fizeram a divulgação do jogo, ele ficou lindo e ainda meio caricato. Alias, tem horas em que alguns figurantes se movem de maneira tão irreal que parece que estou assistindo Power Rangers de tanta canastrice. Ninja Gaiden 3 teve o mesmo “problema”, eu juro que o vilão fez curso de interpretação com os rangers. Se isso é intencional não sei, mas não julgo isso um defeito – essa artificialidade me diverte, me faz lembrar os jogos de antigamente. Eu curto, ué!

 Image

POKEMON DREAM RADAR!

E saiu Pokémon novo esse ano! E (pelo menos ainda) não comprei! Mas apareceu no 3ds o tal de Dream Radar e esse eu queria jogar muito – afinal é basicamente um joguinho de tiro e eu me divirto. Foram algumas semanas até eu conseguir zerar o jogo, pegando os três Pokémon especiais. Como é normal em alguns joguinhos do 3ds tem um limite diário do que você pode fazer, então você se vê obrigado a jogar um pouquinho por dia pra poder prosseguir, eu adoro essa funcionalidade do portátil. Bem que podiam lançar um DLC com mais monstros especiais pra serem pegos, seria tão maneiro…

Image

SUPER ROBOT TAISEN!

Finalmente, depois de um no de atraso – praticamente dois anos de espera, sai o robot taisen da nova geração: Second Super Robot Taisen OG, para o PS3! E oque diabos isso significa? Mais um jogo de estratégia com robôs japonês! E Quem se importa, se é a mesma droga de jogo dos últimos 15anos repetida incansavelmente só mudando os robôs? Pois é, essa série tem o chatíssimo vicio de reciclar o jogo anterior! Assim, o SRW X saiu ano passado e esse ano o SRW X2 tem meia dúzia de novos robôs mas todo o resto são as mesmas animações do jogo anterior1 Acontece direto. Mas de vez em quando aparece um divisor de águas, um daqueles que é totalmente original feito do zero! É esse o caso desta versão!

E claro, dá pra jogar como SRX, só o robô que eu mais adoro!

 Image

ASSASSIN´S CREED!

Esse ano, deixei de ser cabeça dura e finalmente tomei vergonha na cara e fui jogar Assassins Creed. E lógico que me apaixonei pelo jogo, é absurdamente excitante acompanhar a estória do jogo que acaba progredindo aos pouquinhos a cada jogo, e a cada vez com uma revelação bombástica pra deixar você esperando impacientemente pelo próximo jogo!

Claro, o jogo em si também é muito maneiro, ter que coletar informações e assassinar os caras do mal evitando ser visto, e escalar tudo que é prédio e vivar correndo dos guardas que sempre percebem minha presença…

E que conveniente a estória do ultimo jogo girar em torno de evitar o fim do mundo em 21/12/12, não?

 

 E 2012 praticamente se foi! Agora o jeito é aguardar por 2013, onde pretendo basicamente jogar o que não consegui esse ano – tem tanta coisa, como jogos do 3ds – New Super Mario 2; Epic Mickey 2; Professor Layton e; acabar o Zelda – do PSP que praticamente ignorei esse ano – Gradius Collection; Darkstalkers; Bomberman Legacy – algumas maneirices da PSN – Doctor Who; Marvel vs Capcom – e ainda (pasmem) alguns jogos antigos de 8 e 16 bits – Lucky Dime Carper; Monster World; Lolo; SD Gundam…

 Pois é isso. Pessoa! Agora só me resta desejar um bom ano novo a todos, e agradecer pela visita de vocês, lembrando que se eu sacrifico meu tempo livre escrevendo essas asneiras daqui é porque imagino que vocês se divertem e acabam conhecendo alguma coisa diferente de vez em quando. Lembre-se de comentar aí que ano que vem a gente continua, ok?

Eu sou o Becker e ainda não vou zerar o Zelda do 3ds esse ano! Por hoje e só e até!

Anúncios

Uma resposta para “OQUE ROLOU EM 2012!

  1. Caramba, eu to enrolando muito pra jogar Mega Man 10, tava pra terminar o 9 antes… Com Assassin’s Creed penso em dar uma chance pro segundo, o primeiro simplesmente não me conquistou (e na época o PC nem tava capengando)

    Agora, com Pokémon eu sempre me animo a jogar quando sai um novo, aí olho pro DS acumulando poeira ali no armário, vejo que o PSP só saiu pra passear quando tinha que fazer uma viagem longa… e desisto.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s