Arquivo da tag: Game boy

GODZILLA!

 Godzilla (1)

Opa, Eu sou o Becker e gosto de… Godzilla! Vocês sabem, o monstro japonês que sai por aí destruindo Tóquio… E às vezes os Estados Unidos também. É vi recentemente o último filme americano e por isso estou falando dele… De toda forma, por causa do filme, eu me lembrei de um jogo do qual já tinha esquecido totalmente! E qual poderia ser o resultado disso? Vamos ver agora!

Godzilla (2)

Godzilla, só que não…

Olha só que filmão! Aquele outro filme do Godzilla que de godzilla tem muita pouca coisa! Pesadelo de muitos fãs do bichão e de qualidade duvidosa, a aventura do monstro deu grana o suficiente pra gerar uma animação que até que era aceitável… E o resultado disso foi um jogo baseado no desenho!

 Godzilla (1)

Atire em tudo!

Na verdade, eu acabei conhecendo o título por ser um dos primeiros do Game Boy Color e é o que tinha de disponível na locadora. E como eu não tinha nada contra o show, porque não dar uma chance? Com vocês, Godzilla The Series!

Mas que jogo meia boca, viu? Nele, você controla o Zilla Junior – que na época se chamava Godzilla mesmo – e sai por aí socando, dando golpes coma cauda e, obviamente, cuspindo um treco radioativo ou algo assim nos muitos inimigos que aparecem na tela! O monstro é gigantesco e ocupa quase toda tela do portátil, de modo que não pode se desviar de nada que fica se jogando na cara dele a todo instante. Felizmente existe a opção de defender, e a energia do herói se recupera aos poucos quando não está detonando inimigos.

 Godzilla (1)

Lame Boss.

Tudo muito lindo até aí, mas então vêm os defeitos: Zilla Jr. é super lento, ao contrário do desenho da TV. A musica só não é uma desgraça porque praticamente não existe e só faz presença durante os chefes. Pelo menos é uma aventura curta deve ter meia dúzia de fases e olha lá.

Mas acho que muita gente deve ter comprado o game, porque teve até sequencia, Godzilla Monster Wars. Que era praticamente a mesma coisa com uma ou outra melhoria. Eu me diverti muito mais quando conheci outro game do Godzilla, desta vez japonês.

 Godzilla (3)

Quê?!

E não, não era aquele com o Godzilla SD fofinho sokoban empurrando pedra, era outro!

Godzilla (4)

Gojiiraaaaa!!!

Agora sim! Kaiju-oh Gojira rules! Mas espera aí… É quase a mesma coisa que os jogos do Zilla Jr, só que em preto e branco!

 Godzilla (5)

Sai daqui, prédio!

Não temam, pois as diferenças apesar de pequenas fazem do título um game muito melhor: Godzilla pode arrebentar os prédios que estão no caminho e de veem quando até aparece um power up dos escombros pra recuperar sua energia, e apesar de enorme o rei dos monstros pode se mover um pouquinho pela tela pra tentar desviar dos inimigos. São só cinco fases mas cada uma delas tem pelo menos cinco inimigos conhecidos do lagartão, de Batra a Jet Jaguar!

Godzilla (6)

Epic Boss!

Claro, a quantidade de chefes tem muito mais graça quando se conhece eles, mas mesmo não os conhecendo ainda são bichões muito mais amedrontadores/carismáticos que aqueles que apareceram nas aventuras norte-americanas do Zilla!

Mas hoje está acabando.  Não se divertiram lembrando dos filmes do rei dos monstros? O quê, nem sabia que existia jogos com a personagem? Mas isso tem de dúzias, dá pra escolher! De toda forma, não esqueçam aí de deixar um comentário que senão o Zilla ganha mais um filme pra aparecer comendo peixe… E afinal só assim eu saberei se falei alguma besteira, ok?

 Eu sou o Becker e comprem meu livro aqui! Godzilla aprova!

MICKEY’S ULTIMATE CHALLENGE!

mickey's ultimate challenge (2)

Opa, Eu sou o Becker e gosto de… Puzzles! Nada como um bom quebra-cabeça pra… Resfriar a cabeça. Hoje em dia tem sempre um Professor Layton disponível para se divertir, mas nem sempre foi assim. Claro, tem sempre os clássicos como Tetris e tal, mas variar um pouco é maneiro. Então hoje vamos falar de nada menos que um jogo de puzzle do Mickey Mouse! Quer saber por quê? Dá uma olhada a seguir!

 mickey's ultimate challenge (3)

Ultimate mesmo, será?

Olhem só: Não se trata só de um game qualquer do camundongo, mas é o Ultimate Challenge! Pelo menos foi isso que o título da capa me prometeu, e não acho que os fabricantes iam ganhar muita coisa me enganando, né? De qualquer maneira, realmente se trata de um game com vários quebra-cabeças e… Espera aí que tem coisa errada nessa história! Ultimate Challenge o nariz do Mickey mouse!

mickey's ultimate challenge (4) 

Um dos puzzles…

Que vários puzzles o quê! Tem meia dúzia e olha lá! Quem se importa com os 500 puzzles do Layton quando se tem o Mickey e seus seis… Nossa, isso me deixou extremamente revoltado a primeira (única) vez que aluguei o cartucho. Mas não vou mentir que, até eu descobrir que só tinha aquele pouquinho de conteúdo até que divertiu um pouco. Depois disso nunca mais quis ver o cartucho na minha frente, claro.

Como funciona o jogo? Tem o menor castelo do mundo, com somente cinco salas e cada uma delas tem um amigo super egoísta do Mickey – porque o reino está com problemas e em vez do pessoal resolver as coisas ficam pedindo pro herói fazer o trabalho deles. E basicamente é nisso que consistem os puzzles, ajudar o pessoal a cumprir suas tarefas enquanto eles ficam olhando pra você sem mover um dedo. Ah, você pode jogar com a Minie também, não que mude alguma coisa.

 mickey's ultimate challenge (5)

Faxineira? Diarista? Pra quê, chama o Mickey!

AS super variadas tarefas consistem em arrumar umas poções empurrando elas; tirar pó de uns quadros (jogo da memória); achar livros flutuantes; consertar um vazamento de água escolhendo a ferramenta correta. Cumprir uma dessas tarefas vale ganhar um item que não te serve de nada até ajudar todo mundo, quando então você deve revisitar cada um e entregar um dos itens que ganhou – o que significa que a ultima tarefe é ser mensageiro desses caras que não saem do lugar nem pra devolver as coisas que emprestaram dos vizinhos!  

Está faltando um? Claro! A cada item devolvido você ganha em troca um feijão mágico, e de posse de todos é só plantar pra surgir um pé de feijão (lógico, de tomate que não seria) gigante, que leva às nuvens onde um gigante está dormindo e o ronco dele provoca terremotos no reino. O jeito é acorda-lo resolvendo um ultimo quebra cabeça montando a figura de um despertador.

 mickey's ultimate challenge (1)

O ameaçador chefe final…

Moral da história: Todo mundo desse reino é preguiçoso e só pensa em si mesmo dependendo do pobre camundongo pra salvar a pele deles. O pior de tudo, é que tecnicamente é um jogo para criancinhas – por isso é tão curto. DE fato, apesar de eu ter odiado o game, este e semelhantes como Mickey’s Safari in Letterland ou Mickey’s Adventures in Playtown não podem ser considerados ruins porque foram feitos pra pessoas de 3 a 5 anos de idade.

Mas claro que não custava nada deixar essa informação estampada na caixa do jogo, bem grande. Crianças de mais 20 anos também curtem jogos do Mickey, afinal…

Em tempo, o jogo saiu pra tudo que é console como o Super Nintendo, Mega Drive, Game Boy e Master System. Alguns até dizem que este seria o ultimo lançamento do 8-Bit da Sega, mas não devem estar contando as joias da Tec Toy – imagino.

    mickey's ultimate challenge (2)  

Até o game boy entrou na dança!

Mas é isso pessoal! Não curtiu o jogo? Já o conhecia e também odiava? Ou vai dizer que adora, é o melhor do mundo e sou eu que não sei de nada? Aí só falando pra eu saber, né? Então não se esqueçam de comentar aí que senão semana que vem eu falo sobre Safari em Letterland, viram?

Eu sou o Becker e o compra meu livro aqui que é muito maneiro! Por hoje e só e até!

mickey's ultimate challenge (1)